Observação de Marte e Lua

Em uma de suas rotineiras observações, o participante do Grupo Nevoeiro: Fernando Augusto Lopes; fez algumas fotos de marte e da lua no mês de Novembro/2020. Recentemente ele compartilhou algumas de suas capturas:

Marte e o Vale Marineres – Foto Fernando Augusto Lopes

No dia 23/11/2020 fez algumas capturas da lua:

Foto: Fernando Augusto Lopes
Foto: Fernando Augusto Lopes

Estas fotos acima são de RUPES RECTA (Straight Wall):. Extensão: 134 Km;. Altitude: varia de 240m até 490m.
É uma falha linear na Lua, na parte sudeste do Mare Nubium, a 22,1 ° S 7,8 ° W. O nome é latino para penhasco reto, embora seja mais comumente chamado de Parede Reta. Esta é a escarpa mais conhecida da Lua e é um alvo popular para astrônomos amadores.

Proximo a Rupes Recta, exite Craatera ALPETRAGIUS, esta proeminente cratera de impacto de morfologia complexa ALPETRAGIUS, com seus 40 Km de diâmetro e 3,9 Km de profundidade, localiza-se junto à encosta a sudoeste da grande cratera ALPHONSUS (diâmetro: 119 Km, profundidade: 2,7 Km) e próxima da encosta a noroeste da cratera ARZACHEL (diâmetro: 96 Km, profundidade: 3,6 Km), mais especificamente nas coordenadas selenográficas LAT: 16° 00′ 00″ S e LON: 04° 30′ 00″ W.

ALPETRAGIUS possui um incomum e desproporcional maciço ou montanha central arredondada, com 1,94 Km de altitude em relação ao fundo da cratera, que ocupa praticamente todo o seu piso interno. Apesar de ser desproporcional e de ter formato arredondado, sua montanha central não tem origem vulcânica, sendo apenas fruto da reação natural da superfície lunar, ao receber o enorme impacto que criou essa diferenciada cratera.

Junto à encosta noroeste de ALPETRAGIUS, está localizada a cretera fantasma Alpetragius X (diâmetro: 32 Km). Devido à desproporcional montanha central, o aspecto visual da destacada cratera ALPETRAGIUS lembra um grande ovo no ninho.

A International Astronomical Union (IAU) oficializou, em 1935, a cratera ALPETRAGIUS para imortalizar a memória do astrônomo árabe do sec. XII, Nur ed-din al Betrugi.

Fonte: http://vaztolentino.com/imagens/7870-Um-ovo-em-seu-ninho-a-diferenciada-cratera-ALPETRAGIUS

Todas as Fotos do Post são de autoria de Fernando Augusto Lopes.

Equinócio da Primavera

Dia 22 de Setembro de 2020 inicia o equinócio da Primavera. Precisamente as 10 horas 30 minutos e 36 seg.

Nas palavras do Prof Marcos Calil: “Essa estação inicia quando o centro do disco solar está localizado exatamente entre o plano da eclíptica e o plano do equador celeste. Para o ano de 2020, esse exato momento irá ocorrer em 22 de setembro, às 10 horas 30 minutos e 36 segundos, ou arredondando para o uso comum, às 10h31 pelo horário de Brasília.

fonte: https://www.climatempo.com.br/noticia/2020/09/18/entenda-o-que-e-o-equinocio-da-primavera-5793#

A imagem pode conter: texto que diz "Polo Celeste Norte Esfera Celeste Terra Equador Celeste Ponto Libra Ecliptica Polo Celeste Sul Figuraforad de escala Prof. Marcos Calil"

Participe do Grupo Nevoeiro:

Blog: http://www.nevoeiro.org.

Facebook: https://www.facebook.com/groups/309839860016717/

Google Groups: https://groups.google.com/g/nevoeiro

20.06.08 – Listas de Objetos de Messier, Caldwell e outras

No dia 7.Junho.2020 participamos de uma Live do canal AstroNeos com o Cristovão Jacques. Durante minha apresentação mencionei uma planilha Excel que uso como guia de campo. No link acima é possível baixar a planilha Excel com as listas de objetos, e vários tipos de agrupamentos e ordens. O arquivo contém algumas planilhas de anotações como exemplo, e outras ainda não concluídas.

Alguns objetos pertencem a mais de uma lista. Se o objeto é visível ou não, dependerá da latitude. Esta planilha é feita para a latitude de Curitiba, aproximadamente 25° Sul.
Para outras latitudes deverá ser ajustada.

Não são planilhas amigáveis para quem não é versado em Excel, mas é um bom ponto de partida para quem tem algum conhecimento. A aba [MC RA2] corresponde a planilha que uso em campo, com os objetos das listas de Messier e Caldwell ordenados por acensão reta (RA), formatada para impressão Frente e Verso em um papel A4. A aba [Obj N] contém os objetos de várias listas, e é referência para as demais abas. Uma alteração nesta planilha da aba [Obj N] afetará as demais abas de listas.

Bons céus para todos.
Fernando Lopes

AstroNeos – Grupo Nevoeiro
https://youtu.be/Z4xjFfpseRA

Trânsito de Mercurio em 11 de Novembro de 2019

Teremos no dia 11 de Novembro de 2019 um belo trânsito de Mercúrio na frente do sol.
Para a localidade de Curitiba , segundo o programa Stellarium às 09:39hs horário local, terminando as 15:03hs .

IMPORTANTE: Não é possivel observar o trânsito a olhor nú. Segundo o artigo no site do “Observatório Astronómico de Lisboa“, “o limite de resolução angular do olho humano numa observação diurna é α= 63”. Como o diâmetro angular de Mercúrio é de 12″ < 63″, é impossível observá-lo directamente.”

E só observar com filtros corretos para o sol. Você foi avisado….Você corre o risco de ficar cego! se for imprudente.

O Trânsito iniciando 09:39hs (prevsão para Curitiba/PR) será um pontinho no disco solar como a imagem abaixo, por isso recomendamos usar no mínimo uma luneta de 60mm.

Viu?!?!?, bem pequeno no cantinho inferior direito.

Será um belo fenômeno para olhar e compartilhar, com longa duração, por isso chame seus amigos, vizinhos, parentes, papagaio para gastarem 5 minutos e verem Mercúrio na frente do sol.

Para quem quer mais detalhes recomendamos a leitura dos links abaixo:

http://oal.ul.pt/transito-de-mercurio-em-2019-2/

https://www.apolo11.com/noticias.php?t=Prepare-se_vem_ai_o_transito_de_Mercurio_na_frente_do_disco_solar&id=20190821-102631

https://pt.wikipedia.org/wiki/Tr%C3%A2nsito_de_Merc%C3%BArio

https://www.timeanddate.com/eclipse/transit/2019-november-11

Eclipse Solar 2019 – uma visão diferente

O Reginaldo Nazar foi até o Chile, 70km da cidade de La Serena para acompanhar o eclipse solar de 2019 que aconteceu no dia 02/07/2019

Ele fez um registro em vídeo onde mostra como é observar um fenômeno astronômico, desde a preparação no local para observar, como a emoção que causa. É um registro interessante, porque não está focado em só mostrar o eclipse em si.

Eclipse Solar 2019 by Reginaldo Nazar