Observação de Marte e Lua

Em uma de suas rotineiras observações, o participante do Grupo Nevoeiro: Fernando Augusto Lopes; fez algumas fotos de marte e da lua no mês de Novembro/2020. Recentemente ele compartilhou algumas de suas capturas:

Marte e o Vale Marineres – Foto Fernando Augusto Lopes

No dia 23/11/2020 fez algumas capturas da lua:

Foto: Fernando Augusto Lopes
Foto: Fernando Augusto Lopes

Estas fotos acima são de RUPES RECTA (Straight Wall):. Extensão: 134 Km;. Altitude: varia de 240m até 490m.
É uma falha linear na Lua, na parte sudeste do Mare Nubium, a 22,1 ° S 7,8 ° W. O nome é latino para penhasco reto, embora seja mais comumente chamado de Parede Reta. Esta é a escarpa mais conhecida da Lua e é um alvo popular para astrônomos amadores.

Proximo a Rupes Recta, exite Craatera ALPETRAGIUS, esta proeminente cratera de impacto de morfologia complexa ALPETRAGIUS, com seus 40 Km de diâmetro e 3,9 Km de profundidade, localiza-se junto à encosta a sudoeste da grande cratera ALPHONSUS (diâmetro: 119 Km, profundidade: 2,7 Km) e próxima da encosta a noroeste da cratera ARZACHEL (diâmetro: 96 Km, profundidade: 3,6 Km), mais especificamente nas coordenadas selenográficas LAT: 16° 00′ 00″ S e LON: 04° 30′ 00″ W.

ALPETRAGIUS possui um incomum e desproporcional maciço ou montanha central arredondada, com 1,94 Km de altitude em relação ao fundo da cratera, que ocupa praticamente todo o seu piso interno. Apesar de ser desproporcional e de ter formato arredondado, sua montanha central não tem origem vulcânica, sendo apenas fruto da reação natural da superfície lunar, ao receber o enorme impacto que criou essa diferenciada cratera.

Junto à encosta noroeste de ALPETRAGIUS, está localizada a cretera fantasma Alpetragius X (diâmetro: 32 Km). Devido à desproporcional montanha central, o aspecto visual da destacada cratera ALPETRAGIUS lembra um grande ovo no ninho.

A International Astronomical Union (IAU) oficializou, em 1935, a cratera ALPETRAGIUS para imortalizar a memória do astrônomo árabe do sec. XII, Nur ed-din al Betrugi.

Fonte: http://vaztolentino.com/imagens/7870-Um-ovo-em-seu-ninho-a-diferenciada-cratera-ALPETRAGIUS

Todas as Fotos do Post são de autoria de Fernando Augusto Lopes.

Equinócio da Primavera

Dia 22 de Setembro de 2020 inicia o equinócio da Primavera. Precisamente as 10 horas 30 minutos e 36 seg.

Nas palavras do Prof Marcos Calil: “Essa estação inicia quando o centro do disco solar está localizado exatamente entre o plano da eclíptica e o plano do equador celeste. Para o ano de 2020, esse exato momento irá ocorrer em 22 de setembro, às 10 horas 30 minutos e 36 segundos, ou arredondando para o uso comum, às 10h31 pelo horário de Brasília.

fonte: https://www.climatempo.com.br/noticia/2020/09/18/entenda-o-que-e-o-equinocio-da-primavera-5793#

A imagem pode conter: texto que diz "Polo Celeste Norte Esfera Celeste Terra Equador Celeste Ponto Libra Ecliptica Polo Celeste Sul Figuraforad de escala Prof. Marcos Calil"

Participe do Grupo Nevoeiro:

Blog: http://www.nevoeiro.org.

Facebook: https://www.facebook.com/groups/309839860016717/

Google Groups: https://groups.google.com/g/nevoeiro

20.06.24 Observação – São Luís do Purunã

Mais uma noite de condições favoráveis e mais uma ida a campo em dia de semana para aproveitar o último dia desta fase favorável da Lua. Como nas saídas anteriores, não ficaria até muito tarde para poder encarar o trabalho no dia seguinte.

A Lua sempre bela, mereceu uma espiada com o telescópio, como nas duas ocasiões anteriores. Nesta noite, não houve orvalho, e a temperatura estava mais alta. O céu já apresentava nuvens altas anunciando a mudança de clima com vento vindo do norte. Por sorte a região de interesse estava aberta, e pude registrar mais dois objetos.

Após registrar o segundo objeto resolvi dar uma espiada em Júpiter e pude notar a Grande Mancha Vermelha e as perturbações nas faixas equatoriais. Saturno estava belo mostrando a divisão de Cassini nos anéis.

Encerrei cedo, pois estava um tanto desgastado pelas noitadas anteriores, mas satisfeito com essas noites proveitosas. Aguardarei outras oportunidades para mais observações.

NGC:4501 M88 GALXY RA:12h32 DEC:14°25′ m:10.4 COM
Orion 254mm f/4.7 + MPCC MK III + EOS 80D + Atlas EQ-G
LVI2 Autoguider + Baader Vario Finder 10 × 60
17 × 30s @ISO 2.000

20.06.23 Observação – São Luís do Purunã

Ainda com condições muito favoráveis, querendo aproveitar a despedida da riquíssima região de Leão, Coma Berenice e Virgem, voltei ao campo para melhorar mais alguns registros. O entardecer foi espetacular com um amarelo-dourado intenso inundando tudo por alguns minutos, impregnando a mente com aquela luz.

Foi uma noite marcada por orvalhada intensa, me obrigando a utilizar algumas vezes o secador para o guidescope, e secar todo o equipamento antes de guardar.

Gavião Pinhé
NGC:4631 C32 GALXY RA:12h42 DEC:32°31′ m:9.3 Whale CVn
Orion 254mm f/4.7 + MPCC MK III + EOS 80D + Atlas EQ-G
LVI2 Autoguider + Baader Vario Finder 10 × 60
23 × 30s @ISO 1.600

20.06.21 Observação – São Luís do Purunã

Aproveitando a temporada de céu bom, Lua favorável, e temperaturas não tão cruéis, e o equipamento ainda no carro, voltei no dia seguinte para melhorar alguns registros.

Um final de tarde espetacular com um belo por de Sol sempre é inspirador. Usei novamente a autoguiagem, e consegui bons resultados principalmente com M51. No final da sessão dei uma rápida olhada em Júpiter e Saturno, e constatei que estava com o Centro Galático bem no zênit sobre a cabeça. Uma sensação impressionante de conexão com o cosmos.

Na estrada pude observar Marte nascendo.

NGC:5194 M51 GALXY RA:13h30 DEC:47°12′ m:8.4 Whirlpool CVn
Orion 254mm f/4.7 + MPCC MK III + EOS 80D + Atlas EQ-G
LVI2 Autoguider + Baader Vario Finder 10 × 60
9 × 30s @ISO 3.200
Centro Galático, Júpiter e Saturno